Coro dos tribunais: grafismo da capa do disco de José Afonso

“Foram-se os bandos dos chacais
Chegou a vez dos tribunais
Vão reunir o bom e o mau ladrão
Para votar sobre um caixão
Quando o inocente se abateu
Inda o morto não morreu
[…]
Vamos matar o justo que ali jaz
Para quem julga tanto faz
Já que o punhal não mata bem
A lei matemos também”
Brecht/José Afonso

O trabalho para a capa do disco Coro dos Tribunais foi produzido no contexto político e cultural do pós 25 de Abril, sendo um dos primeiros trabalhos executados por José Brandão ainda a residir em Londres, tendo a colaboração de Cristina Reis na composição do texto e no acompanhamento da produção. Neste projeto, José Brandão pretendeu incutir uma nova consciência profissional, onde a atividade do designer gráfico podia assumir afirmações de cunho pessoal. Esta era uma atitude inédita no panorama do design português, mesmo considerando a atividade de outras personalidades como Sebastião Rodrigues. O projeto teve uma abrangência que ultrapassava a conceção gráfica e incluía a intervenção em atividades complementares nos domínios da criação artística e do acompanhamento de todas as fases de produção, incluindo a fotografia, a composição do texto e das letras e a preparação das artes finais, de modo a assegurar a concretização da ideia, tão rigorosamente quanto possível.

Afonso, José
Coro dos tribunais [Registo sonoro] / José Afonso; il. e design José Brandão; fotog. Martin Slavin
[S.l.]: Orfeu, 1975.
Formato: LP (disco vinil) 38 x 38 cm: capa e contracapa
Continuar a ler “Coro dos tribunais: grafismo da capa do disco de José Afonso”

De cavalo para ctt

A sigla CTT remonta a 1911, quando, após a instauração da República, a instituição responsável pelo correio passou a designar-se Administração-Geral dos Correios, Telégrafos e Telefones, ao mesmo tempo que adquiria autonomia financeira; posteriormente, em 1969, transformaram-se em empresa pública, com a designação de Correios e Telecomunicações de Portugal, E.P., mantendo a mesma sigla. Os serviços de telecomunicações das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto foram entregues à empresa TLP – Telefones de Lisboa e Porto, criada em 1968.

CTT: Imagem visual
Design: José Brandão, 1993

Continuar a ler “De cavalo para ctt”

José Brandão: o design como desígnio

O Prof. José Brandão recebe o grau de Professor Emérito a 30 de maio, na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa. É a primeira vez que este título é concedido pela Faculdade de Arquitetura e, com o Prof. Eduardo Afonso Dias, são os primeiros Professores Eméritos em Portugal na área científica do Design.

Eduardo Afonso Dias e José Brandão recebem título de Professor Emérito
Cartaz
FAUL, 2017

Continuar a ler “José Brandão: o design como desígnio”