Os museus face ao Covid: Uma ponte sobre águas revoltas

European Seminar 2021
Europe’s “Big Museums” and Covid: The biggest museums talk about the impact: Present and future1
ICOM Europe, 30 de março de 2021, 13h00 (GTM)

“Oh, when times get rough
[…]
Like a bridge over troubled water
I will lay me down”
Paul Simon

O ICOM Europe promoveu uma webinar com o propósito de discutir o presente e as perspetivas dos grandes museus europeus no atual contexto de pandemia de Covid-19. O impacto da crise é um fenómeno global que não deixa os museus incólumes. Em maior ou menor grau, todos os museus sofrem os efeitos do confinamento, da falta de visitantes e da consequente quebra abismal de receitas. No entanto, se todos são atingidos pela crise, são provavelmente os maiores museus, aqueles cuja política se fundamentava em torno do eixo do turismo internacional e das multidões que circulavam de forma desenfreada por circuitos superpovoados e cuja gestão contava com os rendimentos colhidos nas bilheteiras, mas também nos espaços de restauração e nas lojas a que acorriam visitantes ávidos de consumo e da aquisição de memorabilia, esses são aqueles que se veem mais feridos naquilo que se tornou a sua essência.

Continuar a ler “Os museus face ao Covid: Uma ponte sobre águas revoltas”

  1. A gravação da conferência está integralmente disponível em http://icom-europe.mini.icom.museum/activities/conferences/ []

O despertar da era da experiência, segundo Sarah Kenderdine: museus e humanidades digitais

“We are in the midst of a transformation, from a world of screens and devices to a world of immersive experiences”.
Brian Krzanich

Sarah Kenderdine, diretora adjunta do National Institute for Experimental Arts (NIEA) e diretora do Laboratory for Innovation in Galleries, Libraries, Archives and Museums ( iGLAM Lab), na University of New South Wales: Art & Design (Australia), esteve em Portugal para apresentar a palestra The age of experience: cultural heritage in future museums, organizadas por Helena Murteira (CHAIA/UE – Linha de História da Arte), Paula André (DINÂMIA’CET-IUL/ ISCTE-IUL – Linha Cidades e Territórios) e Daniel Alves (IHC/FCSH/UNL – Linha de Humanidades Digitais e Investigação Histórica), no passado dia 1 de junho, no auditório J.J. Laginha no ISCTE-IUL.

Sarah Kenderdine  ISCTE-IUL, 2015.
Sarah Kenderdine
ISCTE-IUL, 2015.

Partindo da epígrafe de Brian Krzanich, CEO da Intel Corporation, Sarah Kenderdine redefine o conceito de museu em função da transformação da nova era digital, no que respeita ao desenvolvimento de novos recursos quer para transmissão do conhecimento, quer para a criação de experiências imersivas centradas no sujeito.

Continuar a ler “O despertar da era da experiência, segundo Sarah Kenderdine: museus e humanidades digitais”

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search