Nostalgia num lugar abandonado

(com o pensamento em Riegl)

Há lugares que nos agarram. Alguns, porque têm a aura da autenticidade, ou os valores comemorativos, históricos ou da idade1 que percecionamos como património, ou como a herança cultural que nos define. Outros, porque todos esses valores se adivinham entre ruínas.

Continuar a ler “Nostalgia num lugar abandonado”

  1. Valores definidos por Alois Riegl (2010): o valor comemorativo é intencional, atribuído ao monumento pelos seus produtores para manter viva a memória de um acontecimento ou de alguém; o valor histórico, que não é intencional, deriva da forma como o monumento foi considerado e interpretado ao longo do tempo, promovendo umas obras em detrimento de outras; o valor de idade é inerente, pois todos os monumentos históricos podem ser categorizados como tendo um valor de antiguidade é inerente ao monumento. []
Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search