Definição de museu: contributo do ICOM Portugal

No Encontro de Outono do ICOM Portugal, no passado dia 11 de novembro, a definição de museu foi objeto de reflexão, de que resultaram algumas sugestões e orientações muito pertinentes e que foram, agora, partilhadas na página Facebook do ICOFOM – Comité Internacional de Museologia.


Um dos contributos mais relevantes terá sido a necessidade de distinguir a “definição” de museu da descrição da sua “missão” e da sua “visão”. Foi entendido que, na proposta de definição do museu apresentada na Assembleia Geral do ICOM, em Quioto se incluíam elementos relacionados com a sua missão e a visão, de que resultava um conceito demasiado confuso e complexo.
Foi assumido que a nova definição deve partir da atual, reformulando-a, nas suas componentes formais e conceptuais, em função daquilo que é necessário atualizar para corresponder às circunstâncias da contemporaneidade, mas sem perder a identidade, ou a essência, daquilo que é o museu. Nesse sentido, na nova definição deve constar a referência à natureza inclusiva, accessível e participatória do museu. 
Foi, certamente, mais um relevante passo no caminho para uma definição atual, objetiva e consensual.
Fonte do texto (em inglês) e da imagem: https://www.facebook.com/groups/1496546960576293/

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.